Slack

Retrospectiva

2015 passou e esse foi o primeiro ano deste blog. Queria ter escrito mais. Foram apenas seis posts (sete com esse xD), bem menos do que pretendia escrever quando iniciei este projeto. Diversos fatores levaram a isso, mas acredito que de qualquer forma, ter um blog é muito positivo. Escrever os posts me faz estudar mais determinado assunto, melhora minha escrita e ainda ajuda alguma alma perdida que caia por aqui. Portanto que venha 2016, com mais posts! Agora vamos ao que interessa.

O que é este tal de Slack?

Slack é uma ferramenta colaborativa, que tem por objetivo centralizar a comunicação de times. Lançado em 2013, teve um grande crescimento no último ano, chegando a ter mais de 10000 novos usuários por dia. A combinação entre simplicidade, uma ótima busca, e integração com outros aplicativos faz com que seja fácil entender este fenômeno quando você começa a utilizar. O Slack é viciante!

Simples, rápido e fácil

A interface é muito bonita e eficaz. Além disso você pode utilizar o Slack em diversas plataformas, web, desktop e mobile (sem versão para Windows Phone ainda). Destaque para as versões mobile, que são muito rápidas e intuitivas. Mesmo em plataformas diferentes suas mensagens não lidas são sincronizadas, portanto se você já leu tudo enquanto estava no PC não se preocupe, no smartphone tudo estará limpo. Diversos pequenos detalhes como este, fazem com que a usabilidade seja um dos pontos fortes.

A mesma experiência em todas as plataformas

Chat e Channels

Conversar com seus amigos e colegas é simples. Uma lista a esquerda fica disponível exibindo todos seus contatos. Mas a grande jogada aqui fica por conta dos Channels (Canais). Channels são uma espécie de sala de bate papo. Possuem um nome e um assunto que pode ser discutido entre seus membros. Você pode criar e entrar em quantos quiser. Também existe a opção de deixá-los privados, onde as pessoas precisam de autorização de um adminitrador para entrar.

Seus Channels e contatos

Busca à la Google

Como dito anteriormente o objetivo do Slack é centralizar a comunicação. Se você deseja abandonar o e-mail e focar toda sua comunicação no Slack, não vai se desapontar quando o assunto é busca. Ela é bem inteligente, buscando os termos em conversas e arquivos compartilhados. Também é possível adicionar estrelas nas mensagens para futura visualização de itens importantes. Mas como nem tudo são flores, aqui entra um ponto negativo. O armazenamento de mensagens é um dos itens do pacote pago. No nível gratuíto somente as últimas 10000 mensagens são armazenadas. No premium não há limites, porém o preço é salgado se você trabalha em um time grande: U$8 mensais por usuário.

Integrações

Aqui começa a diversão! O Slack provê uma série de integrações com outros aplicativos para lhe informar de eventos externos a ele, e possibilitar que você faça diversas coisas sem sair do aplicativo. Alguns exemplos: Alguém abre ou fecha um pull request no Github e você é avisado. Jobs no Jenkins podem ser monitorados e iniciados. Iniciar uma conversa via Hangout com os participantes de um canal. Enfim existe uma grande lista, com todas as integrações possíveis. Aqui mais uma limitação do plano gratuíto, apenas 10 integrações são permitidas.

Monitoramento de builds

Bots e API

Quando você cria um novo time no Slack, além de você já existirá um “usuário” nele, o Slackbot. Slackbot é um usuário da aplicação que pode ser configurado para enviar mensagens quando determinado evento ocorre. Por exemplo, você pode configurar para que o Slackbot poste algum texto ou link quando determinada palavra ou frase for escrita por alguém. Além dessa configuração, que é feita pelo própria interface, é possível utilizar a API para enviar mensagens programaticamente. Isso abre diversas possibilidades, como por exemplo, fazer o Slackbot avisar quando alguma de suas aplicações fica indisponível.

Monitoramento de builds

Conclusão

Vale a pena você dar uma chance ao Slack se ainda não utiliza. Apesar das limitações do plano gratuíto, por experiência própria, isso não atrapalha muito. Aproveite as integrações, mas fique somente com aquelas que agreguem ao seu workflow. A mesma dica vale para os Channels. Entre somente nos que lhe interesse, e tome cuidado para manter o foco de cada um. Abaixo vou deixar alguns links interessantes que encontrei, vale a pena conferir.

API do Slack

5 motivos para sua empresa usar Slack

Busca no Google com diversas dicas

Uma lista com diversos Channels interessantes (em inglês)

Lista com diversos Channels brasileiros